Bolsa de Valores de Mocambique
CDM 200,00
CMH 800,00
CETA 120,00
EMOSE 20,00
ZERO 20,00
OT-2005-S2 8.00%
BCI-2009-Sub 16.5625%
MOZA-BANCO-2013-Sub 14.50%
CPC-2014-S1 22.75%
CPC-2014-S2 22.25%
Visabeira-2015 23.50%
OT-2015-S2 10.00%
OT-2015-S3 10.00%
OT-2015-S4 10.125%
OT-2015-S5 10.50%
OT-2015-S6 10.50%
STB-2015-S1 25.00%
STB-2015-S2 23.50%
STB-2015-S3 22.50%
BNI-2016-S1 19.75%
BAYPORT-2016-S1 27.25%
BAYPORT-2016-S2 27.2500%
OT-2016-S1 11.00%
OT-2016-S2 12.75%
OT-2016-S3 19.1875%
OT-2017-S1 27.00%
OT-2017-S2 17.50%
OT-2017-S3 17.9374%
OT-2017-S4 27.50%
Millennium-BIM-2017 18.00%
OT 2017 S5 27.50%
OT-2017-S6 24.00%
OT 2017 S7 24.00%
CM 2017 27.00%
Opportunity Bank 2017 S1 21.50%
OT-2018-S1 19.00%
OT-2018-S2 10.00%
OT-2018-S3 10.00%
OT-2018-S4 10.00%
OT-2018-S5 16.00%
Opportunity Bank 2018 S1 22.00%

A Bolsa de Valores de Moçambique (BVM), em parceria com a Associação das Pequenas e Médias Empresas (APME’s).

Promoveu um workshop sobre as alternativas de Financiamento e Investimento via Bolsa de Valores, direcionada as Pequenas e Médias Empresas. 

O evento realizou-se no quadro do Memorando de Entendimento entre a BVM e a APME, e da implementação do Programa de Educação Financeira da BVM (2017-2021), onde a Literacia Financeira é parte fundamental para o alcance dos objectivos da Inclusão Financeira e da Estratégia de Proximidade com os Empresários e Investidores.                                                                                            

A iniciativa proporcionou uma oportunidade para a divulgação das oportunidades oferecidas pelo mercado bolsista na mobilização dos recursos financeiros, permitiu aprofundar o conhecimento do funcionamento do mercado e das suas vantagens, e dotar aos participantes de ferramentas essenciais para se financiarem e investirem via Bolsa de Valores.

Segundo Inocêncio Paulino, Presidente da Associação das Pequenas e Médias Empresas a discussão com os empresários vai facilitar o financiamento dos projectos fora das linhas e dos modelos tradicionais. “A Bolsa de Valores de Moçambique, pode ser ainda um parceiro na solução dos problemas, que muitas empresas encaram na busca de capitais financeiros, e do emponderamento dos moçambicanos”, reiterou

Por seu turno, Salim Valá, PCA da BVM, fez saber que a Bolsa de Valores criou em 2009, um mercado especial designado “Segundo Mercado,” direccionado à PME’s, com o objectivo de dinamizar e diversificar as ofertas de financiamento via Bolsa de Valores, o que permite que o universo das PME’s moçambicanas possam usar a BVM como um instrumento financeiro para a viabilização dos seus negócios e o seu consequente emponderamento económico.

Acrescentou, ainda, que à ocasião foi benéfica, pois permitiu que os empresários conhecessem as oportunidades oferecidas pelo mercado bolsista na mobilização dos recursos financeiros e na ampliação do conhecimento sobre o funcionamento da BVM, os seus serviços, vantagens e requisitos de admissão a cotação.

O evento contou com a presença de algumas Câmaras de Comércio, PME’s de todos os ramos de actividade (construção, agro-negócio, economia, marketing, tecnologias, indústria, serviços, etc), o Instituto para a Promoção das Pequenas e Médias Empresas (IPEME), a Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique (OCAM), o Instituto dos Directores de Moçambique (IODMoz), instituições com as quais à BVM tem protocolos de cooperação e parceria.



Fotos do Evento