Bolsa de Valores de Mocambique
CDM 202,00
CMH 900,00
CETA 120,00
EMOSE 20,00
ZERO 20,00
OT 2005 S2 8.00%
Moza Banco 2013 Sub 14.50%
Visabeira 2015 22.50%
OT 2015 S4 10.125%
OT 2015 S5 10.50%
OT 2015 S6 10.50%
STB 2015 S1 22.50%
STB 2015 S2 22.50%
STB 2015 S3 22.50%
BNI 2016 S1 18.75%
Bayport 2016 S1 27.25%
Bayport 2016 S2 27.2500%
OT 2016 S1 11.00%
OT 2016 S2 12.75%
OT 2016 S3 17.625%
OT 2017 S1 17.875%
OT 2017 S2 17.50%
OT 2017 S3 17.9375%
OT 2017 S4 27.50%
OT 2017 S5 27.50%
OT 2017 S6 24.00%
OT 2017 S7 24.00%
CM 2017 27.00%
Millennium BIM 2017 18.00%
Opportunity Bank 2017 S1 21.50%
Bayport 2017 S1 21.50%
OT 2018 S1 19.00%
OT 2018 S2 10.00%
OT 2018 S3 10.00%
OT 2018 S4 10.00%
OT 2018 S5 16.00%
OT 2018 S6 16.00%
OT 2018 S7 16.00%
OT 2018 S8 16.00%
OT 2018 S9 16.00%
OT 2018 S10 16.00%
OT 2018 S11 16.00%
OT 2018 S12 16.00%
Opportunity Bank 2018 S1 22.00%
Opportunity Bank 2018 S2 21.50%
BAYPORT 2018 S1 24.00%
BAYPORT 2018 S2 22.00%
P. Comercial Opportunity Bank 2018 S1 20.75%

O sistema de Compensação e Liquidação compreende dois processos:

a)    Compensação – processo de cálculo e transferência dos montantes a serem pagos pela compra e pela venda valores mobiliários negociados. Neste cálculo são incluídos, para além do montante a pagar ou a receber por cada título, o valor das comissões a serem pagas, nomeadamente comissão da Central de Valores Mobiliários, comissão da Bolsa de Valores de Moçambique, imposto de selo (no caso de valores mobiliários não cotados) e qualquer outro custo a que a transacção possa ser sujeita.

Apesar da gestão deste processo ser feito pela Central de Valores Mobiliários, esta é feita na câmara de liquidação do sistema de pagamentos do Banco de Moçambique e posteriormente informado a Central de valores Mobiliários;

b)    Liquidação – é a transferência de valores mobiliários (títulos) feita do vendedor para o comprador após confirmação da transferência dos montantes por parte do Banco de Moçambique.
Termos como Liquidação Financeira e Liquidação Física para se referir aos processos de Compensação e de Liquidação, respectivamente, podem também ser usados.

O processo acima definido ocorre com intervenção do Operador de Bolsa envolvido no negócio e a Central de Valores Mobiliários da seguinte forma:

Dia do negócio (T ou D):

1º.    08h-12h – O negócio ocorre no sistema de negociação da Bolsa;
2º.    12h-13h – O negócio é carregado no sistema da Central de Valores Mobiliários;
3º.    13h-14h – O negócio é repartido (Split) de acordo com as quantidades individuais compradas ou vendidas por cada Cliente;
4º.    14h-15h – período de indicação (especificação) dos Clientes envolvidos no(s) negócio(s).

Nota: Embora a especificação do Cliente seja feita entre as 14h e 15h, estes dados (Cliente comprador ou vendedor) podem ser alterados pelos Operadores de Bolsa caso seja necessário até as 10h do segundo dia útil após o negócio (T+2 ou D+2).

Segundo e terceiro dia útil após o negócio (T+2/D+2 e T+3/D+3):

São enviados os mapas dos negócios ocorridos, para o sistema de pagamentos do Banco de Moçambique e para os respectivos bancos participantes no negócio até as 15:30h, que por sua vez procede a Liquidação Financeira (Compensação) no dia útil seguinte após o envio (T+3 ou D+3 do negócio) e confirma a Central de Valores Mobiliários até as 10:30h.

Liquidação Física (Liquidação) é feita pela Central de Valores Mobiliários às 12h.

O processo acima descrito é referente a liquidação de valores mobiliários cotados em bolsa. Para valores mobiliários negociados no mercado fora de bolsa (valores mobiliários não cotados), a liquidação financeira ocorre no dia útil seguinte ao negócio, isto é, um dia após ao negócio.

Ex1:



Ex2:

Valores Mobiliários Cotados




Valores Mobiliários Não-cotados